Projeto Interdisciplinar trabalha Olimpíadas 2021

As Olimpíadas de Tóquio estão se aproximando. No dia 23 de julho, mais de 200 atletas brasileiros estarão envolvidos em um dos maiores eventos esportivos do mundo: os Jogos Olímpicos. O esporte, de um modo geral, sempre fez parte do dia a dia das pessoas e esteve muito presente na nossa cultura, influenciando o comportamento, transmitindo valores e modificando atitudes.

A realização da Olimpíada de Tóquio é uma oportunidade para a promoção dos esportes, para a divulgação da diversidade cultural, representando ainda um momento de união entre os povos participantes. Diante de todo esse cenário, o tema do Projeto Interdisciplinar não poderia ser outro! As Olimpíadas 2021 serão o pano de fundo para atividades dentro e fora dos momentos de aula. Os trabalhos são feitos por alunos do 4º ano do Fundamental Anos Iniciais até a 2ª série do Ensino Médio, de todas as unidades.

Segundo Corine de Medeiros, professora de Matemática do Ensino Fundamental Anos Iniciais, o Projeto Interdisciplinar Olimpíada de Tóquio apresenta-se como uma proposta de prática interdisciplinar que proporciona o desenvolvimento de um conjunto de competências por meio de uma aproximação maior entre a prática e a teoria aprendida em sala de aula. Nesse processo, os alunos e professores atuam colaborativamente, pois são co-construtores do conhecimento em um movimento que foca no aprender a pensar. Na disciplina de Matemática, por exemplo, são usados curiosidades olímpicas e dados numéricos para que o processo de ensino e aprendizagem estejam entrelaçados, ganhando mais significado.

O projeto envolve todas as disciplinas, como a área das Ciências Exatas, Ciências Humanas, Linguagens e Códigos e Ciências da Natureza. Com base no assunto do semestre, os alunos vão escolher um subtema a partir do tema principal, as Olimpíadas. Além disso, a proposta engloba competências trazidas pela Base Nacional Comum Curricular (BNCC), que precisam ser trabalhadas na escola para o desenvolvimento dos alunos, como: desenvolvimento de pensamento crítico e criativo, comunicação, empatia e cooperação, argumentação, entre outras.

Além de trabalhar o tema em exercícios contextualizados com as disciplinas, os professores criaram meios de tornar o projeto ainda mais dinâmico. Por isso, propuseram que os alunos tirassem fotos caracterizados de atletas olímpicos, escrevessem cartas para os competidores – como uma forma de incentivo, já que o eventual público nos Jogos Olímpicos será mínimo – e até lives com jogadores com experiência no mundo esportivo.

Os projetos são considerados importantes recursos na valorização do protagonismo dos alunos, considerando o que seja significativo ao processo de aprendizagem.  “Entendemos que eles possuem inteligências múltiplas, aprendem de diferentes formas e que a aprendizagem significativa precisa estar presente em nossos planejamentos, propostas e ações”, relata Karla Gilo, coordenadora das turmas de Fundamental Anos Finais do APOGEU.

"APOGEU – DOS PRIMEIROS PASSOS AO PRÉ-VESTIBULAR"