O que é Laboratório de Inteligência de Vida?

O Laboratório de Inteligência de Vida ou LIV é um projeto que prepara os alunos para os desafios da vida!

A professora e analista pedagógica da Rede de Ensino APOGEU, Inaiara Cóser, explica o que é o LIV e como a instituição vem trabalhando o projeto dentro das salas de aula. Confira:

 

O que é Laboratório de Inteligência de Vida? 

[Inaiara Cóser] – O Laboratório de Inteligência de Vida é um programa da Eleva desenhado para desenvolver o pensamento crítico, inteligência emocional e habilidades socioemocionais nos alunos da educação infantil ao ensino médio.

Qual é o objetivo e a importância do LIV? 

[Inaiara Cóser] -O LIV tem o objetivo de preparar os alunos para os grandes desafios do mundo em que vivemos.  Atualmente, estamos educando crianças e jovens para um mercado de trabalho que ainda não existe. Portanto, isso requer mais que o desenvolvimento de inteligência cognitiva.

O LIV vai além da esfera acadêmica, pois busca desenvolver nas crianças e jovens a inteligência emocional, que está atrelada à capacidade de identificar os nossos próprios sentimentos e os dos outros.

Além da identificação, também é importante sabermos gerir essas emoções em nós é nos nossos relacionamentos. Afinal, a palavra do século é a colaboração!

Como a Rede de Ensino APOGEU busca trabalhar o LIV dentro da sala de aula?

[Inaiara Cóser] – Para mim, o grande diferencial do Liv é a linguagem! Nos primeiros anos do ensino fundamental (1º ao 3º) nós utilizamos a obra “A caixa do Tomás”, da autora Blandina Franco e do ilustrador Carlos Lollo, que coloca o personagem diante de diferentes sentimentos, como medo, ciúme, coragem, amor, tristeza.

Além do livro, nós temos uma versão em pelúcia do lobinho (Tomás), que os alunos podem levar para casa e depois relatar sua experiência em um diário coletivo. É impossível não se apaixonar pelo Tomás, até nós professores ficamos encantados!

A partir do 4º ano nós utilizamos diferentes formatos de aula, sempre conectados às habilidades: dinâmicas, projetos, jogos, leitura com reflexão (incluindo livros de personalidades como os da ativista paquistanesa Malala Yousafzai e da alemã de origem judaica Anne Frank, vítima do Holocausto). 

Além destes recursos pedagógicos, a Eleva desenvolveu duas minisséries, que têm um novo capítulo liberado a cada aula com um tema a ser debatido no encontro seguinte. Vamos passar as minisséries agora no segundo semestre. Eu, particularmente, estou ansiosa para ver a reação dos alunos. 

 

Quais são as principais habilidades que devem ser despertadas e trabalhadas nos alunos, ainda na escola?

[Inaiara Cóser] – Nós primeiros anos (1° ao 3° ano) do ensino fundamental o programa tem como pilares o autoconhecimento, autocontrole, empatia e relacionamento. São trabalhadas as emoções, que passam primeiro pela identificação e depois pela gestão dessas emoções.

A partir do 4° ano do ensino fundamental trabalhamos seis habilidades: pensamento crítico, perseverança, comunicação, colaboração, proatividade e curiosidade.

"APOGEU – DOS PRIMEIROS PASSOS AO PRÉ-VESTIBULAR"