Festas Juninas ou Julinas: Como surgiu a tradição?

Santo Antônio, São João, São Pedro e São Paulo são os santos católicos celebrados no mês de junho. As comemorações viraram tradição e hoje se estendem até julho – e, muitas vezes, agosto adentro.

As festas Juninas, Julinas ou Agostinas são marcas registradas no calendário de todo bom brasileiro. E afinal, que não gosta de tirar o traje caipira do armário e entrar no ritmo do “Anarriê”?  Sem contar os elementos decorativos como as bandeirinhas, as deliciosas comidas típicas e a infinidade de brincadeiras.

As Festas Juninas surgiram na Antiga Europa para comemorar o início da colheita e homenagear alguns deuses. Entre os homenageados estava a Deusa Juno, esposa de Júpiter. Assim, as festividades surgiram com o nome de “Festas Junônias”.

Com o crescimento da Igreja Católica no Ocidente e por coincidir com o nascimento de São João Batista, a data passou a ser conhecida como “Festa Joanina”. As comemorações se popularizaram e com a entrada dos festejos dos quatro principais santos católicos ficaram conhecidas como “Festas Juninas”.

Festas Juninas no Brasil

No Brasil, a festa foi introduzida durante o período colonial pelos portugueses. Uma curiosidade é que os índios celebravam a agricultura na mesma época. Assim, os festejos se uniram e passaram a utilizar alimentos nativos como o milho e a mandioca.

Outra curiosidade é que a tradicional Festa Junina Brasileira sofreu influência de várias culturas, além da indígena e da portuguesa. Por exemplo, a dança marcada (quadrille), que originou as quadrilhas, foi aprendida com os franceses. Já a tradição de soltar fogos de artifícios veio da influência chinesa.

Atualmente, a festa é uma tradição nos quatro cantos do país. No Nordeste, as marcas registradas são o forró, as bandas de pífano, os bonecos de mamulengo e a literatura de cordel. E acredite: alguns estados até competem entre si para ver quem tem a melhor Festa Junina!

Já no Sudeste, as comemorações remetem á tradição caipira de locais específicos como o interior de São Paulo e o sul de Minas Gerais. Por isso, não faltam por aqui doces, comidas típicas e roupas xadrez!

Nas escolas, a tradição foi implantada para estimular os alunos a conhecerem todos os elementos envolvidos na formação cultural de um povo.

Verdade seja dita: quem não ama uma Festa Junina ou Julina?

O APOGEU vai realizar a edição 2017 da tradicional Festa Julina no dia 08 de julho, a partir das 13h, no Espaço Sirena (Antiga AABB).

Além de muita quadrilha, o público vai poder desfrutar das tradicionais barraquinhas de comidas típicas, doces e bebidas e, lógico, muita alegria e diversão!

"APOGEU – DOS PRIMEIROS PASSOS AO PRÉ-VESTIBULAR"