Dicas para estudar em casa

A parceria e proximidade entre a escola, o aluno e as famílias nunca foi tão grande e tão importante como neste momento que estamos vivendo.

Se o hábito de estudar em casa, como um complemento e fixação das atividades e conteúdos ministrados na escola, era imprescindível para o desenvolvimento do aluno, de um dia para o outro, ele se tornou a única fonte de acesso ao aprendizado e à continuidade do ano letivo.

Mudanças bruscas e imediatas foram impostas à rotina, em todos os aspectos, exigindo soluções eficazes e com o mínimo de impacto na qualidade de vida das pessoas e os estudos não ficaram fora dessas mudanças.

Em meio a esse cenário de mudanças, o APOGEU reafirma seu compromisso com os alunos e suas famílias e lança mão de transparência, empatia e solidariedade como armas no enfrentamento à pandemia do coronavírus. Antes mesmo da comunicação oficial de paralisação das aulas presenciais, ainda no dia 13 de março, toda a equipe se reuniu para traçar estratégias que estão garantindo a qualidade do ensino e o sucesso do aluno. E tudo isso tem sido possível graças ao apoio e a confiança dos alunos e das famílias!

 

MUDANÇA DE HÁBITO

Mudar um hábito ou adquirir um novo hábito é tarefa que exige persistência e disciplina. É preciso uma decisão consciente e segura de que, dia após dia, até que este hábito esteja enraizado, haverá uma vigilância para sustentá-lo. Pensando nisso, o APOGEU elaborou dicas para ajudar aos pais e alunos na aquisição de novos hábitos de estudado em casa. E, essas dicas de estudo não se limitam a este período de combate ao coronavírus, mas podem e devem acompanhá-los pelo resto da vida!

 

DICAS DE ESTUDO

De olho no look
Pijama lembra descanso, preguiça e Netflix e a ideia aqui não é essa. Portanto, o aluno deve se vestir como se estivesse indo para a escola, de preferência com uniforme.

Ambiente ideal
Estudar sempre no mesmo local facilita a concentração. A mente acaba se educando para realizar as operações necessárias ao aprendizado quando se está no mesmo ambiente. E, para completar a mensagem para a mente de que ali é o lugar especial de estudos, é preciso evitar fazer outras atividades ali.

Mesa organizada
O aluno deve manter o material organizado e sempre à mão, evitando ficar se levantando para procurá-lo e aliviando a mente do estresse de ter todos os dias procurar o que precisa. O ideal é optar por uma mesa ampla, cuja altura coincida com a dos cotovelos quando o aluno estiver sentado. No fim dos estudos, os materiais já devem permanecer organizados para a próxima sessão.

Iluminação é tudo
O ambiente deve ser arejado e claro. Abra a janela e providencie uma luminária de mesa que permita a incidência direta da luz sobre o que está lendo ou escrevendo. O bom funcionamento do cérebro depende de ventilação adequada e boa luminosidade.

Concentração máxima
Lembra daquela famosa plaquinha: “não perturbe”? Pois é. Ela ainda é válida quando o assunto é o foco no estudo. A ideia é não atender ao telefone e não se render ao Whatsapp, Instagram ou outras redes sociais. Dispensar as guloseimas enquanto estiver estudando é outra boa dica. O aluno também não deve conciliar outras atividades com o estudo. Isso desvia a atenção e prejudica o aprendizado.

Pausas necessárias
A falta de descanso é tão prejudicial quanto o excesso de distração. Pense nisso na hora de organizar seus estudos. Pausas rápidas, de 10 minutos, entre os “blocos de estudo” são muito importantes para a rotina. Nesse momento, estimule alguma atividade física, alongamento do corpo, uma breve caminhada, uma ida ao banheiro e ainda incentive o aluno quanto à necessidade de beber bastante água.

Xô distrações
Computador e internet são poderosos instrumentos de estudo. Mas, tome o cuidado com as tentações, como jogos on-line e as redes sociais. É importante auxiliar os filhos quanto às metas de estudos do dia, elencando os exercícios, as tarefas e videoaulas a serem assistidas. Quando terminar, verifique o cumprimento de todas elas. Se não, realoque a atividade no próximo horário de estudos com prioridade. Se sim, é hora de relaxar!!

Por meio das dicas elaboradas pela Rede de Ensino APOGEU, percebe-se que nunca foi tão imprescindível o envolvimento da escola, família e aluno em prol da Educação. Quanto mais novos os alunos, mais próximos os pais ou responsáveis precisarão estar para auxiliá-los na incorporação dos novos hábitos. Tratar com prazer essa nova rotina pode ser um estímulo aos estudos. Peça a participação do aluno na montagem do cantinho de estudo. Afinal ele precisa sentir que esse ambiente é dele e que é bom estar ali.

 

Acompanhe nossas redes sociais! Tem muito conteúdo por lá!

"APOGEU – DOS PRIMEIROS PASSOS AO PRÉ-VESTIBULAR"