APOGEU inicia movimento de luta antirracista

Em razão dos constantes episódios de práticas racistas no Brasil e no mundo, a Rede de Ensino APOGEU iniciará um movimento denominado “Coletivo Manifesto” na próxima quarta-feira, 24 de junho, às 17h30, em uma live no Instagram.

Para isso, os professores Mário Barboza (História), Washington Faria (Arte), Gleids Lodoro (Pedagogia) e Icaro Rodrigues (Linguagens), engajados nessa temática, foram convidados para pensarem ações que a nossa Instituição pode desenvolver para de alguma forma contribuir para a luta antirracista.

Além disso, de acordo com o professor Mário Barboza, essa iniciativa dará a oportunidade de discutir as complexas manifestações de racismo na sociedade e refletirmos sobre as nossas relações tanto no processo de ensino quanto em nossos afazeres escolares.

“Nesse momento que as desigualdades tornam mais explícito as nossas fragilidades sociais e multidão de pessoas tem realizado manifestações públicas em favor da luta antirracista no Brasil, Europa e Estados Unidos, a Rede de Ensino APOGEU não pode se furtar em promover um debate franco contra essa realidade de exclusão. Essa iniciativa nos dará oportunidade de discutirmos as complexas manifestações de racismo na sociedade, mas também será um local para olharmos nossas próprias relações e nosso papel de educador, aluno e pais, tanto no processo de ensino quanto em nossos afazeres escolares”, disse Mário Barboza.

O professor Icaro Rodrigues acredita que o fato de uma escola privada, em que a maior parte do seu corpo docente e discente é branca, possibilitar um espaço de discussão sobre as questões antirracistas contribui muito para que a sociedade compreenda que essa temática importa a todos.

“É de extrema relevância que as pessoas brancas participem ativamente na luta antirracista. Primeiramente, todos devem ter consciência do que é o racismo e de como ele atua na nossa sociedade. Além disso, é necessário que se discuta sobre o genocídio da população afrodescendente, não é possível que as inúmeras mortes de pessoas negras seja algo naturalizado no país. Acredito que a frase de uma campanha que está sendo realizada por várias entidades do movimento negro de todo país resume bem a nossa realidade: ‘Enquanto houver racismo, não haverá democracia’”.

A luta contra o racismo é de todos e todas. A Rede de Ensino APOGEU sabe disso e faz a diferença. Estão todos convidados para participar e estar com a gente neste momento tão significativo!

"APOGEU – DOS PRIMEIROS PASSOS AO PRÉ-VESTIBULAR"